Dúvidas Frequentes

Perguntas Frequentes

1. O que é um FII?

Um Fundo de Investimento Imobiliário é uma junção de recursos destinados ao investimento em ativos imobiliários. Os FIIs têm por objetivo não apenas distribuir rendimentos mensais, que são isentos de imposto de renda para pessoas físicas (desde que cumpridas as condições expostas na resposta número 12.), como também trazer ganhos de capital a seus investidores por meio da valorização de suas cotas.

 

Preparamos um resumo das principais vantagens de se investir em Fundos Imobiliários ao invés de em imóveis diretamente. Clique aqui para acessá-lo!

2. Qual o objetivo do PATC11?

O Pátria Edifícios Corporativos FII tem por objetivo selecionar, adquirir e administrar ativamente um portfólio de imóveis corporativos (que podem ser lajes ou edifícios inteiros) de alta qualidade nas maiores cidades do país, principalmente na cidade de São Paulo. Espera-se que tais investimentos tragam valor aos cotistas do fundo tanto por meio da distribuição mensal dos rendimentos provenientes das receitas de aluguel de seus ativos quanto por meio de ganhos de capital advindos de uma valorização das cotas.

 

Saiba mais sobre a estratégia de investimentos do fundo e as vantagens competitivas do Pátria clicando aqui.

3. Como invisto no PATC11?

As cotas do Pátria Edifícios Corporativos FII são negociadas na B3 através do código PATC11. É possível adquiri-las no mercado secundário através de uma corretora de valores credenciada na bolsa, digitando o código PATC11 no sistema home broker.

 

Clique aqui e veja a relação completa das corretoras credenciadas, através das quais é possível investir em nosso fundo.

 

Vale lembrar que o prazo de liquidação dos FIIs é o mesmo das ações e funciona nas mesmas regras. A compra é imediata e a posse do ativo passa a contar da data da compra, mas a liquidação financeira ocorre em D+3 (três dias úteis).

4. Qual o investimento mínimo no fundo?

Fundos de investimento imobiliário (FII) são acessíveis a investidores de qualquer porte. O investimento mínimo no PATC11 é de um lote de cotas, portanto basta checar o valor de face vigente e quantas cotas compõem o lote padrão para saber qual o aporte mínimo para se começar a investir no fundo.

5. O fundo possui prazo para término?

O Pátria Edifícios Corporativos FII possui prazo de duração indeterminado, ou seja, não é estabelecida uma data para sua liquidação. Isso significa que seus recursos permanecerão investidos no fundo até que o cotista decida pela venda das cotas no mercado de bolsa de valores, o chamado mercado secundário.

 

O Pátria recomenda que o investimento no PATC11 seja realizado com foco no longo prazo, uma vez que espera-se gerar valor aos cotistas tanto por meio da distribuição mensal de rendimentos quanto por meio da valorização das cotas ao longo dos anos.

6. É possível resgatar meu montante investido?

Os FII são condomínios fechados, o que significa que as suas cotas não podem ser resgatadas. Dessa forma, um cotista que não tenha mais interesse em permanecer no fundo e queira se desfazer do seu investimento deve vender suas cotas em mercado de bolsa de valores, o chamado mercado secundário. Tais negociações são realizadas através de corretoras credenciadas, por contato direto (e-mail, telefone) ou através do sistema home broker.

 

O Pátria recomenda que o investimento no PATC11 seja realizado com foco no longo prazo, uma vez que espera-se gerar valor aos cotistas tanto por meio da distribuição mensal de rendimentos quanto por meio da valorização das cotas ao longo dos anos.

7. Além de imóveis, em quais outros ativos o fundo pode investir?

O foco principal do PATC11 é adquirir imóveis corporativos (lajes ou edifícios inteiros). O caixa disponível ou os recursos não utilizados temporariamente na aquisição de imóveis serão investidos em ativos de liquidez, como títulos públicos ou em outros ativos com lastro imobiliário, como LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) ou CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários).

8. O fundo possui limite de concentração por ativo?

O regulamento do PATC11 não impõe limitações de concentração por ativo para seu patrimônio. No entanto, o Pátria não pretende alocar mais de 25% do volume do fundo em um único imóvel, uma vez que grande parte da estratégia de investimento está baseada na diversificação do portfólio. Em relação à receita de locação, o limite buscado é de no máximo 20% da exposição por inquilino.

9. Qual a origem da renda mensal distribuída pelo fundo?

Os rendimentos do fundo são majoritariamente provenientes do pagamento de alugueis pelos inquilinos dos imóveis que compõem sua carteira. Poderá haver também alguma receita financeira associada à aplicação do caixa do fundo até a aquisição dos imóveis.

10. Qual a periodicidade do pagamento da renda de aluguel?

Os rendimentos são pagos aos cotistas mensalmente, no 6º dia útil de cada mês. Para recebê-los, o cliente deverá deter as cotas até o último dia útil do mês anterior.

11. Qual a taxa de administração do fundo?

O Pátria Edifícios Corporativos FII possui taxa de administração de 1,175% – valor que inclui as remunerações do gesto e consultor especializado (Pátria) e do administrador, escriturador e custodiante (Modal).

 

Em benefício da rentabilidade dos cotistas, o Pátria optou por reduzir sua remuneração nos 12 primeiros meses do fundo. Desta forma, a taxa de administração do PATC11 de abril de 2019 a março de 2020 será de 0,675%.

12. Qual é a tributação aplicável para os investidores do fundo?

Pessoas físicas são isentas do Imposto de Renda sobre os rendimentos distribuídos pelo fundo, desde que (i) as cotas do fundo sejam admitidas à negociação exclusivamente em bolsas de valores ou no mercado de balcão organizado, (ii) o fundo possua no mínimo 50 cotistas e (iii) o cotista não seja titular de cotas que representem 10% ou mais da totalidade das emitidas ou que lhe dê direito ao recebimento de rendimento superior a 10% do total auferido. Para pessoas jurídicas, há incidência de Imposto de Renda sobre os rendimentos à alíquota de 20%.

 

Na venda das cotas no mercado secundário, tanto as pessoas físicas quanto as jurídicas estão sujeitas à incidência do Imposto de Renda, à alíquota de 20%, sobre o ganho de capital.

13. Após a solicitação de venda das cotas, em quanto tempo o dinheiro estará disponível em minha conta?

Após realizar a venda de cotas de um FII, os recursos serão creditados na conta do cotista em sua corretora em D+3 (três dias úteis), exatamente como na venda de uma ação.

14. Qual a periodicidade de reavaliação dos imóveis?

De acordo com a instrução CVM 516/11, os fundos imobiliários devem reavaliar os ativos de seu portfólio pelo menos 1 vez ao ano. O PATC11 realizará a avaliação de seus imóveis anualmente no mês de novembro.

15. Os imóveis possuem seguro? Quais coberturas o seguro prevê?

Sim. As apólices serão contratadas com empresa de primeira linha e o seguro cobrirá o imóvel e seus equipamentos e acessórios contra os seus principais riscos (como incêndio, explosões, vendaval, granizo, perda dos aluguéis em caso de sinistro e outros).

16. O fundo paga alguma despesa ao adquirir novos imóveis?

Os custos envolvidos na aquisição de um imóvel são: (i) o valor pago propriamente pelo imóvel, (ii) comissão de corretagem quando aplicável; (ii) custos de ITBI e demais taxas cartorárias; (iii) custos de diligência jurídica, técnica e ambiental e (iv) custos associados à confecção de laudo de avaliação.

17. O fundo pode se endividar?

Fundos de Investimento Imobiliário não podem contrair dívidas para seu portfólio. No entanto, a regulamentação permite que os ativos sejam adquiridos de maneira parcelada e/ou tenham sua renda securitizada ao longo da vida do fundo. Desta forma, o Fundo poderá adquirir imóveis sobre os quais tenham sido constituídos ônus reais anteriormente ao ingresso na carteira.